Adriano Antonio Pereira
O coração que carrega
CapaCapa TextosTextos FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Surgimento

imagem: Pixaline / Pixabay


A poesia soa como delicadeza,
aberta ao mundo das letras vigentes,
como pura magia do sorriso de criança
ou da mais sublime estrela cadente.

Da poesia, ecoa-se toda esperança
do eco ainda não difundido ou interpretado,
da mais intensa inspiração perdida
nas pautas da vida ou nos traços do fado.

A poesia é mistério,
cotidiano antecipado,
visão incomum não percebida,
luz da mente e da vinda.

Que se tece em uma pausa finda,
em um pensamento a ser comunicado,
na altivez ou na beleza da existência,
na atenção não dada ao inesperado.
Adriano Antonio Pereira
Enviado por Adriano Antonio Pereira em 05/05/2018
Alterado em 03/08/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários